Cuidado com fraudes. A Zema Financeira nunca solicita depósitos adiantados.
Antes de pagar qualquer boleto verifique os dados do emitente (nome e CNPJ) e confira se são os mesmos do contrato assinado.
Skip Navigation LinksPágina inicial>Blog>Instituicões financeiras agora podem consultar o cadastro positivo
Novidades

Instituicões financeiras agora podem consultar o cadastro positivo

Que reúne informações sobre os "bons pagadores
Mulher sentada no chão com um caderno no colo, mexendo em uns papéis e segurando um lápis

​​​​​O Cadastro Negativo muita gente já conhece ou ouviu falar: é aquele cadastro que informa quem está com o "nome sujo" no mercado devido a dívidas não quitadas. Em contrapartida, existe também o Cadastro Positivo, um sistema que analisa as contas pagas em dia e dá notas ao consumidor, identificando quem é bom pagador.

É através destas informações que empresas, bancos e demais instituições financeiras analisam a aprovação ou negação de pedidos de empréstimo, bem como estabelecem a porcentagem de juros, que varia de acordo com o perfil de cada solicitante.

Antigamente, a inclusão do nome de uma pessoa no Cadastro Positivo era opcional. O "bom pa​gador" podia solicitar sua inclusão no cadastro, de forma a facilitar a concessão de empréstimo ou outros serviços financeiros que fossem do seu interesse. Mas em abril de 2019 o governo sancionou uma lei que alterava o Cadastro Positivo, permitindo que bancos e instituições financeiras pudessem incluir o nome dos consumidores nesta lista.

Bancos e instituições financeiras deveriam avisar o consumidor sobre a inclusão do seu nome no Cadastro Positivo, e o consumidor poderia solicitar a retirada do seu nome em até 60 dias. Este prazo venceu no dia 11 de janeiro, permitindo assim que as informações dos consumidores estejam abertas para consulta desde então.

Quatro empresas estão autorizadas a receber e repassar informações do Cadastro Positivo, são elas: Serasa Experian, SPC Brasil, Boa vista e Quod. Estas são chamadas de birôs de crédito.

Qualquer empresa ou banco que contrate os serviços dos birôs de crédito podem acessar as informações contidas no Cadastro Positivo, mas apenas se o consumidor solicitar um serviço financeiro naquela instituição. Importante destacar que a empresa não pode coletar as informações preventivamente caso o consumidor não tenha pedido crédito em um de seus estabelecimentos. Além disso, cada pessoa pode verificar como está o seu score, bastando acessar o site dos birôs de crédito, preencher o cadastro e criar um login de acesso.

No momento, são 5 os tipos de informações sobre o cliente:

• nota de crédito (score): que representa a capacidade de pagar o empréstimo;

• índice de pontualidade de pagamento: número de contas quitadas, vencidas ou canceladas;

• índice de comprometimento de gastos: tipo de despesas, como consumo, empréstimos, cartão e financiamentos;

• quantidade de consultas do CPF por segmento de empresas;

​​• ​histórico consolidado de compromissos assumidos: valores e datas de pagamento.

As empresas não podem acessar os bens comprados pelo consumidor, nem o nome das instituições onde ele contraiu operações de crédito, nem o saldo em conta corrente ou de investimentos. O Banco Central esclarece que os bancos de dados não são alimentados com essas informações.

Cada cliente receberá uma nota de 0 a 1 mil. Quanto mais alta a nota, melhor a qualidade do pagador e menores as taxas de juros. Espera-se com isso que o empréstimo financeiro seja ainda mais facilitado para os bons pagadores. Por isso a necessidade de se pagar as contas em dia e ter um score alto!

O que você achou da novidade? Deixe sua opinião nos comentários. E não se esqueça, a Zema Finance​ira valoriza clientes com bom histórico de pagamento e por isso oferece as melhores condições de financiamento, além de ter uma das melhores taxas juros do mercado! Está precisando de empréstimo pessoal? Faça ago​ra mesmo uma simulação gratuita e totalmente online.

​ ​
Quer fazer um empréstimo online? Mulher Sorrindo com o celular na mão Simule gratuitamente